Páginas

sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

DEPUTADO X BLOGUEIRO: PARTE III, EMBARGOS DE DECLARAÇÃO.

O deputado Alceu Moreira, através de seu advogado, não concordando com a decisão proferida em acordão pelo TJ/RS, quanto ao seu recurso, entrou com Embargos de Declaração.

Os Embargos de Declaração ou Embargos Declaratórios servem como um instrumento pelo qual uma das partes de um processo judicial pede ao magistrado para que reveja alguns aspectos de uma decisão proferida.

Esse pedido deverá ser feito quando for verificado em determinada decisão judicial, a existência de omissão, contradição ou obscuridade.

Através dos Embargos de Declaração, o magistrado poderá exercer o juízo de retratação, ou seja, sanar alguma falha existente em seu pronunciamento, a pedido de uma das partes.

Os Embargos Declaratórios estão previstos no art. 535 do Código de Processo Civil:



  Art. 535. Cabem embargos de declaração quando:                                                                     I - houver, na sentença ou no acórdão, obscuridade contradição;                                                II - for omitido ponto sobre o qual devia pronunciar-se o juiz ou tribunal. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário