Páginas

domingo, 27 de janeiro de 2013

SUSPENSO O PLANETA ATLANTIDA

COMUNICADO: Grupo RBS suspende eventos em luto pela tragédia de Santa Maria
 
Consternado com a tragédia ocorrida na madrugada deste domingo (27), em Santa Maria/RS, e em respeito à memória das vítimas e em solidariedade a seus familiares e amigos, o Grupo RBS comunica que todos os eventos que seriam por ele realizados, ou por intermédio de seus veículos, incluindo o Planeta Atlântida, estão suspensos nos próximos sete dias, acompanhando o período de luto oficial decretado pelo governo do Estado do Rio Grande do Sul.
O Grupo RBS está trabalhando para reprogramar os eventos e tão logo seja possível informará amplamente as novas datas por meio de seus veículos de comunicação.

Grupo RBS

Um comentário:

  1. Dilma presta solidariedade a familiares



    Presidente brasileira cancelou agenda em Santiago, capital do Chile
    A presidente Dilma Rousseff levou ontem à tarde a sua solidariedade aos familiares das vítimas do incêndio da boate Kiss, em Santa Maria. Ela estave no Centro Desportivo Municipal da cidade, para onde foram levados os corpos para a identificação. Muito emocionada, deixou o local sem falar com a imprensa.

    A mandatária, que decretou luto oficial de três dias no Brasil, estava acompanhada do ministro da Educação, Aloizio Mercadante; da ministra dos Direitos Humanos, Maria do Rosário; e do presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT-RS), único a se pronunciar. “É o tipo de tragédia que ninguém imagina que possa acontecer. Nossa preocupação agora é atender às famílias e depois veremos outras coisas (apuração sobre as causas e os responsáveis pelo acidente)”, disse Maia.

    Antes de chegar ao ginásio, a presidente também passou no Hospital da Caridade, onde parte dos feridos foi atendida. Lá, de acordo com informações do hospital, permaneceu reunida por cerca de 15 minutos com o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, e com o governador Tarso Genro.

    Ao tomar conhecimento da tragédia, Dilma cancelou a agenda que cumpriria em Santiago, no Chile, onde participava da reunião da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac) com a União Europeia, para retornar ao Brasil e acompanhar de perto o ocorrido. “É uma tragédia para nós todos”, disse ela, ainda na capital chilena, em rápido pronunciamento, lembrando que, naquele momento, o povo brasileiro precisava dela e era lá que ela deveria estar. “Eu queria dizer o quanto, nesse momento de tristeza, nós estamos juntos. E, necessariamente, iremos superar, mantendo a tristeza... É isso”, desabafou, sem conter as lágrimas.

    Naquele momento, ela já havia mobilizado seus pares de governo para que dessem apoio no auxílio às vítimas, disponibilizado todas as estruturas necessárias para o acompanhamento dos feridos, inclusive, a remoção para outras cidades por meio de aeronaves da Força Aérea Brasileira, que conta com uma base em Santa Maria.

    O fato também repercutiu em outros estados. José Mariano Beltrame, secretário de Segurança do Rio de Janeiro e natural da cidade, emitiu nota de consternação. “É, provavelmente, a notícia mais triste que já recebi de minha querida cidade. Como santa-mariense que sou, estou chocado. Santa Maria é uma cidade composta eminentemente por jovens, é um centro universitário regional, rapazes e moças de todos os lugares vão para lá estudar. Por isso, é uma cidade muito ativa e pulsante, cheia de juventude.”http://jcrs.uol.com.br/site/noticia.php?codn=114784

    ResponderExcluir