Páginas

sexta-feira, 9 de março de 2012

VEREADORES, DE NOVO!!

No caso denunciado hoje pela imprensa, dos vereadores com dupla função, mas com gestores diferentes, eu pessoalmente não acredito que aja problemas, afinal sou Funcionario Publico Estadual e estive na Câmara de Vereadores de Cidreira por quatro anos e cumpria as minhas funções como policial na cidade, por algum período a não ser que fosse Presidente da casa, assim, necessitaria de tempo integral na função e teria de me afastar da policia. Agora, no caso do vereador da matéria abaixo, que retirei de texto do G1/RS, ai sim, há um crime e muito grave, pois como vereador recebia diárias para deslocar até o seu outro local de serviço, pois era funcionário da Assembléia e sua jornada de trabalho era incompativel com as funções, afinal, como atender os dois ao mesmo tempo e horario. Veja parte da matéria do G1:

Foto: G1/rs

Em Gramado, o presidente da Câmara, Giovani Colório (PP) era cargo de confiança do partido na Assembléia Legislativa até novembro do ano passado. No site do Legislativo da cidade, afirma atender a população em período integral. Ele só deixou a dupla função depois que o caso veio a público. "O meu exercício de trabalho não é dentro da Assembléia Legislativa, não tenho obrigatoriedade de estar lá dentro. A liderança partidária faculta o exercício do cargo em qualquer parte do estado, portanto eu não estava dentro da Assembléia", justificou.

O Ministério Público, então, abriu inquérito para investigar o caso. Segundo o órgão, o vereador recebeu diária pela Câmara para comparecer a eventos na Assembléia na época em que acumulava os dois cargos. "Essa dupla função, como assessor da Assembléia Legislativa e como presidente da Câmara de Vereadores de Gramado nós entendemos que não tem como não constatar uma ilegalidade, uma improbidade", esclarece o promotor Antônio Metzger Kepes, de Gramado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário