Páginas

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

E A LAMA CHEGOU AQUI.

Marqueteiro do petista Tarso Genro ganha contrato sem licitação no Rio Grande do Sul.

A empresa do publicitário da campanha eleitoral de Tarso Genro (PT) ao governo gaúcho, no ano passado, assumiu o setor de propaganda do banco do Estado do Rio Grande do Sul em um processo que não teve licitação.

A Escala Comunicação tem como sócio Alfredo Fedrizzi, um dos marqueteiros do PT gaúcho na campanha que elegeu Tarso Genro governador. Ela e outras três agências foram contempladas em junho com um contrato de seis meses para cuidar da publicidade do Banrisul. É a principal conta do governo do Rio Grande do Sul em propaganda.

O governo do peremptório Tarso Genro decidiu romper com as duas agências que haviam ganho licitação para cuidar da publicidade do banco durante o governo de Yeda Crusius (PSDB), antecessora do petista, devido a suspeitas de envolvimento delas em irregularidades. As suspeitas foram alvo de uma operação da Polícia Federal no ano passado. Já com Tarso no governo, o Estado foi à Justiça, que considerou que os contratos dessas empresas deveriam ser suspensos para que o banco não ficasse "refém" de agências com sócios suspeitos de crimes. A decisão judicial saiu em maio. No mês seguinte, o governo contratou, por meio de dispensa de licitação, quatro novas agências, incluindo a Escala.

A verba anual de publicidade do Banrisul soma R$ 99 milhões. Segundo o governo petista gaúcho, as quatro empresas foram escolhidas porque haviam participado da licitação feita em 2007 e vencida pelas duas agências agora afastadas na Justiça. Neste ano, de acordo com dados do Portal da Transparência do Estado, a empresa já recebeu R$ 8,8 milhões, valor que não inclui os trabalhos feitos para o Banrisul. No ano passado inteiro, ganhou R$ 7,1 milhões da administração estadual.

VideVersus

Nenhum comentário:

Postar um comentário