Páginas

quarta-feira, 15 de junho de 2011

PEDÁGIO COMUNITARIO: SERÁ BOM PARA QUEM?

O secretário estadual de Infraestrutura e Logística, Beto Albuquerque, disse nesta manhã no programa Gaúcha Atualidade que o Estado não tem a intenção de renovar contratos de pedágios privados que expiram em 2013 e defendeu a transferência de rodovias administradas pelo Estado para a União. A proposta inclui pelo menos cinco rodovias (ERS-470, ERS-153, ERS-287, ERS-630 e ERS-118) e será apresentada hoje em Brasília ao ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento.

Não fiquem pensando que a partir de 2013, ninguém vai mais pagar pedágio, os pedágios serão municipais ou comunitarios, que serão controlados pelos municípios, e imaginem só o caus que irá se transformar, os municípios sem criatividade para aumentar sua receita, e a única coisa que sabem fazer é aumentar impostos e taxas, que fazem horrores com o dinheiro público, vão ter o direito de administrar um dinheiro de difícil controle.

Lembro que o governo já tentou no ano de 2008, no governo Yeda, entregar a fiscalização e responsabilidade das estradas federais assumidas pelo estado ao governo federal, e além do ministro dos transportes não aceitar, ainda o TCE deu parecer contrario. Será que agora o TCE irá achar legal novamente?
Lembro que a oposição da época, PT, fez escândalos e foi totalmente contra a devolução das estradas para o governo federal, seu verdadeiro responsável.

Acredito que agora que o governo do estado é do PT, não haverá problemas, nem com o ministro e muito menos com o TCE.

Vamos aguardar, mas só de uma coisa eu tenho certeza, no nosso bolso não irá aliviar nada, pois os municípios são um saco sem fundo e imaginem os vereadores vorazes por verba, votando aumentos para o pedágio com a alegação da necessidade de aplicar em saúde e educação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário