Páginas

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

OS MÉDICOS E OS MONSTROS.

Estive em Tramandaí, hoje (14/10) para consultar um medico e para fazer o meu check-up anual, onde efetuo todos os exames necessários, para tentar localizar alguma doença, sim, porque ninguém vai ao medico a não ser para achar doença.
Mas o assunto não é esse, o que tenho há dizer é que tive de trocar de médico e tanto o antigo, como este agora me fizeram a mesma pergunta, "como esta Cidreira?", e eu respondo com o classico, "esta bem, ainda não roubaram tudo!!"
E ai, os dois médicos me disseram a mesma coisa, “trabalhei em Cidreira por algum tempo e não consegui receber até hoje”, e dois bons médicos que poderiam estar até hoje trabalhando em nossa cidade.
É incrível a fama que tem nossa cidade em toda a região, de prefeitura que não paga as contas, e não só deste governo, mas de outros anteriores também, mas o que importa é que a divida é do municipio e não deste ou daquele governo, e até porque este governo atual, não gosta de pagar rescisões trabalhistas, para poder manter o funcionário mesmo que desempregado, comendo em sua mão.
E agora há uma nova denuncia de Tráfico de influência, que recebi e estou encaminhando ao Ministério Publico e ja mediante representação.
Artigo 332 e 335 do Codigo Penal - Tráfico de influência
Art. 332 - Solicitar, exigir, cobrar ou obter, para si ou para outrem, vantagem ou promessa de vantagem, a pretexto de influir em ato praticado por funcionário público no exercício da função: Pena - reclusão, de 2 (dois) a 5 (cinco) anos, e multa.
Parágrafo único - A pena é aumentada da metade, se o agente alega ou insinua que a vantagem é também destinada ao funcionário.

Art. 335 - Impedir, perturbar ou fraudar concorrência pública ou venda em hasta pública, promovida pela administração federal, estadual ou municipal, ou por entidade paraestatal; afastar ou procurar afastar concorrente ou licitante, por meio de violência, grave ameaça, fraude ou oferecimento de vantagem:
Pena - detenção, de 6 (seis) meses a 2 (dois) anos, ou multa, além da pena correspondente à violência.
Parágrafo único - Incorre na mesma pena quem se abstém de concorrer ou licitar, em razão da vantagem oferecida.
Veja que denuncias e processos são muitos no MP e na Justiça, pode esperar que vai respingar em alguem, como dizem por ai, cadeia foi feita para homem, mas mulher vai tambem.