Páginas

quinta-feira, 4 de junho de 2009

CIDREIRA EM TEMPOS RUINS

Este será um ano muito complicado para o governo do município de Cidreira, pois as coisas começaram a acontecer muito rápido, após prometer na campanha política, aos moradores da beira mar que não teriam suas casas retiradas, a audiência com a determinação da retirada, começando pelas casas de veraneio e após as casas dos moradores, será no dia 29/06 e será para informar aos moradores a decisão Judicial e sem mais recursos.

E no dia 13/07 será a audiência com relação a fraude nas licitações em contratações de caminhões no município. Que foi transferida do dia 22 de Abril por que um dos Réus não apresentou advogado, mas desta vez quem não apresentar será julgado a revelia, com a Justiça indicando um defensor.

Esta também em andamento as investigações de uma ONG, que teria recebido dinheiro do governo federal para aplicar em crianças de áreas de risco do município, que tiveram somente um encontro e nunca mais foram procuradas, sendo que tinham que receber uma quantia mensal, que foi repassada a “ONG”, alguns pais das crianças foram ouvidos e contaram com detalhes o que aconteceu. E também precisamos saber sobre alguns computadores que teriam sumido, e tudo isso com o apoio da presidência de um partido local.

E finalmente, a denuncia do Ministério Público contra o Secretario da Saúde de Cidreira, pois a Policia Federal esteve em sua farmácia e encontrou remédios comprados com o Fundo Municipal de Saúde da cidade de Correia Pinto em Santa Catarina. As caixas lacradas foram encaminhadas ao Fórum de Tramandaí que deu prazo para que o secretário e o município de Cidreira apresentem defesa, e o Ministério Público sugeriu o afastamento do secretario das funções, mas claro que como todo o Governo omisso e conivente, não fará o afastamento.

Um forte abraço a todos e vejam que, estas denuncias tem fundamento, pois já foram feitas por mim entre o ano de 2005 a 2008, quando exercia a função de vereador no município. Serão quatro anos muito ruins para nossa cidade, pois estaremos voltando ao noticiário, e negativamente.